Trabalhos estão sendo realizados no Palácio do Povo, Parque Santos Dumont e terreno da Sorana Sul, local onde será instalada a futura estação da extensão da Linha 4-Amarela

Sondagens de solo antecipam obras de construção do Metrô de Taboão da Serra. (FOTO: PETTERSON COSTA – SECOM/PMTS)

Portal o Alvo

A tão sonhada estação Taboão da Serra do Metrô está cada vez mais perto da construção. Os trabalhos de sondagem a percussão já iniciaram no Palácio do Povo (nova sede da Prefeitura – antiga Niasi), em áreas do Parque Santos Dumont e no terreno da extinta concessionária Sorana Sul, às margens da Avenida Aprígio Bezerra da Silva. No último local será implantada a futura estação Taboão da Serra do Metrô, extensão da Linha 4-Amarela, bem como um terminal de ônibus. 

O prefeito Aprígio e o Governo Municipal têm auxiliado no que for preciso para viabilizar a vinda do Metrô ao município. “Há muito tempo ouvimos falar em Metrô em Taboão da Serra, mas não havia nenhuma previsão dessa vinda, até porque nem haviam projetos prontos. Hoje estamos vendo que os trabalhos de sondagem estão sendo executados. Toda semana fazemos reuniões com o Metrô e com o Governo do Estado para ajudar a definir o local e garantir a vinda do Metrô para nossa cidade”, destaca o prefeito Aprígio.

Segundo a geóloga Thalita Fernandes, a sondagem de solo é o passo inicial antes de qualquer obra. “É feito esse estudo preliminar para entender de fato o que está acontecendo, como se comporta esse solo, o quão é subterrâneo. Então, toda obra quando é iniciada, independente da proporção, precisa ser feita as sondagens. É um trabalho essencial. Estamos fazendo sondagem a percussão e, feito esse trabalho, são encaminhadas as amostras para análises para dar continuidade ao projeto”, explica.

A sondagem a percussão consiste na retirada de amostras de terra, a cada 1m de profundidade, que são enviadas para laboratório onde são feitas as análises dos tipos de solo existentes, resistência e, assim, determinar onde serão apoiadas as fundações da futura estação.

De acordo com o Governo do Estado, a Secretaria de Parcerias em Investimento (SPI) já autorizou os estudos para expansão da Linha 4 – Amarela em duas novas estações — Chácara do Jockey e Taboão da Serra –, com investimentos previstos em mais R$ 3 bilhões. O projeto executivo está sendo desenvolvido pela concessionária ViaQuatro, atual operadora da linha. A previsão é de que as obras comecem em dezembro deste ano e as operações iniciem em 2028.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *